Arquivo da categoria: Dicas

Quantos dias de viagem são o suficiente?

duvidaEsta é uma das perguntas mais frequentes que recebo: Quantos dias devo ficar em Orlando para conhecer tudo? Veja bem, se você quiser conhecer tudo, mas tudo mesmo, a sua viagem deverá ser de quase um mês – mas não vamos exagerar.

Se o seu propósito é somente compras, uma viagem de 3 ou 4 dias deve bastar. Deixando cada dia com um Outlet (são dois os principais) e os demais para Shoppings e lojas da Internacional Drive, além é claro dos grandes supermercados.

Se o seu propósito é visitar somente a Disney, lembre-se que se for sua primeira viagem, é quase impossível visitar mais de um parque no mesmo dia (para você aproveitar bem). Sabendo que a Disney oferece 4 parques temáticos (Magic Kingdom, Epcot, Hollywood Studios e Animal Kingdom), você precisará de 4 dias. Se ainda desejar acrescentar dois parques aquáticos, serão 6 dias. Mas lembre-se que é quase impossível visitar os parques no mesmo dia de sua chegada e saída (devido os horários dos voos).

Se o seu propósito é visitar poucos parques e fazer compras, acredito que uma semana seja o suficiente. Dependendo das pessoas que viajarem com você, faça certa a escolha dos parques a serem visitados (se tiver crianças o Magic Kingdom é obrigatório, se tiver adolescentes, o Island of Adventure é obrigatório).

Se o seu propósito é visitar todos os parques de Orlando e compras, bom vamos lá. Disney são 4 parques temáticos = 4 dias, a Universal são 2 parques temáticos (Universal Studios e Island of Adventure) = 2 dias e a Sea World, teremos 7 dias de parques. Para compras, você pode reserva de 1 a 2 dias, visto que você pode visitar os Outlets no final do dia de um parque que fecha mais cedo (por exemplo o Animal Kingdom). Pode querer incluir o Busch Gardens também (que fica em Tampa e possui diversas montanhas-russas). Assim, uma viagem de 9 a 10 dias será o suficiente.

Se o seu propósito é visitar os parques com calma (sem grandes correrias) e fazer boas compras, digamos que você levaria mais de 15 dias. Na Disney o ideal é visitar  o Magic Kingdom e o Epcot duas vezes cada um, somando com os demais parques temáticos e aquáticos, teremos 8 dias. Na Universal e Sea World, um dia cada parque deve bastar, então soma-se 11 dias. Se você for conhecer também o Busch Gardens e o parque aquático Aquática, serão mais dois dias. Deixado os dois principais Outlets (um cada dia), mais 2 shoppings (Florida Mall e Milenia Mall no mesmo dia), somamos 14 dias, mais o dia de chegada e saída: 16 dias de viagem. É claro que se ainda der tempo, vale a pena conhecer a praia de Clearwater no golfe do méxico, a apenas 1h30 de Orlando. Uma ótima dica para um descanso de lojas e parques, sendo assim sua viagem ficaria perfeita em 17 dias. Se incluir Miami, o número de dias aumenta mais ainda.

5 Dicas para você fazer boas Compras em Orlando

1. Não se baseie nos quadros de conversão, experimente e pronto! – Em geral, eles acertam, mas em se tratando de roupas, cada marca possui confecções bastante distintas. Por exemplo, eu utilizo uma numeração de camisa social na Calvin Klein e outra na Tommy Hilfinger. O jeito é experimentar. Comprando uma polo, por exemplo, leve para o provador uns 3 ou 4 números da mesma peça. Ficou bom? Tire foto do seu número e leve-o sempre consigo – para aquela marca você já sabe qual numeração comprar. O mesmo acontece com calças, possui sempre dois numerações (um indicando a cintura – e um, o cumprimento), já a camisa social tem três números (um com o tamanho do colarinho, outro da largura e outro da altura).

2. Cupom de Descontos – Este cupom pode ser comprado no Centro de Atendimento ao Cliente (que fica localizado nas praças de alimentação). Se você comprar um pacote de viagens com a CVC, eles já entregam um voucher aqui no Brasil, que lhe dá o direito a este cupom no Premium Outlet de Orlando. Fazendo um Cartão de Débito Internacional da American Express Global Travel Card (pelo Banco Itaú), você pode imprimir este voucher do site com o seu login de acesso. Em geral, os descontos são da seguinte maneira: Compras de US$ 100, você recebe 10% de desconto. Compras acima de US$ 200, você recebe 20% de desconto. Mas varia de marca para marca e este desconto é cumulativo com as liquidações que as lojas fazem – ou seja, desconto em cima de desconto.

3. Descontos nas segundas peças – Na grande maioria das lojas que vendem camisetas polos, a segunda sai com 50% de desconto. Mesmo se você não for comprar duas peças, vale a pena ver se alguém do seu grupo ou família não irão comprar também. É só dividir o valor total do caixa por dois. E se for na Tommy, você ainda pode aplicar o desconto do Cupom de Desconto (se aplicável), vai sair mais barato ainda. Isso pode acontecer também com óculos escuros, perfumes, etc…

4. Pagamento em reais no Cartão de Crédito – Algumas lojas já estão convertendo o valor a ser pago na hora do caixa em reais, ou seja, você não corre o risco de variação cambial. Mas lembre-se que o câmbio deve ser favorável para você, se achar que não esta, opte pelo pagamento em dólares. Mesmo seu Cartão de Crédito sendo com chip, fora do Brasil, a assinatura é obrigatória (e em alguns locais um documento de identificação com foto, pode ser exigida se o valor da compra for muito elevado).

5. Tenha paciência – Fazer compras em Orlando exige tempo e paciência, não pense que você irá visitar um Outlet por 2 horas e estará tudo comprado. Em geral, eles são bastante grandes e se possível, vá mais que um dia. Você pode utilizar os dias de parques que fecham cedo, para fazer suas compras. Os Outlets fecham, em geral, às 23h.

Por que comprar os Ingressos no Brasil?

Muitas pessoas tem dúvidas se compram ou não os ingressos, para os parques temáticos, no Brasil. Espero, com este post, poder te ajudar.

Primeiro você deve saber que as operadoras Select da Disney no Brasil (operadoras contratadas), vendem o valor de ingressos basicamente igual entre elas (pode variar pouca coisa) – as operadoras são: CVC, Agaxtur, RCA, Tam Viagens e Trade Tours – sendo assim, prestigie o seu agente de viagens!

Segundo e não tão menos importante, é que você pode parcelar o valor do ingresso (geralmente em menos vezes que o valor do pacote), o que não acontecerá se você comprar diretamente no site dos parques ou deixar para comprar lá (embora você possa utilizar o cartão de crédito, o pagamento será descontado à vista).

Disney TicketSe você consultar o valor dos ingressos nos sites dos parques ou até mesmo lá em Orlando, lembrem-se que ainda existe o Imposto (a taxa da Flórida é de 6%) + o IOF (6,38%) do cartão de crédito. No Brasil, os impostos já estão inclusos, sendo assim, os valores irão ser um pouquinho diferente dos anunciados pelos parques.

Comprando os ingressos nas agências de viagem, em geral você deverá buscá-los em algum posto avançado da Operadora no destino ou receberá eles no Hotel contratado (deve-se verificar sempre no ato da compra), você não irá sair da agência com os ingressos físicos na mão, e sim com um contrato ou o voucher de viagem.

E se eu ainda não o convenci a comprar os ingressos no Brasil: imagine que milhares de pessoas visitam os parques todos os dias, o tempo em médio na fila (tendo base a última vez que visitei em Abril de 2012) é de 30 minutos para a compra de ingressos. São 30 minutos à menos de diversão, que você terá neste dia. 🙂

Para conhecer os tipos de ingressos da Disney, clique aqui.

Chef Mickey’s – Refeição com os Personagens

Chef Mickeys 2Se você tem interesse participar de um café da manhã com os cinco principais personagens da Disney, o restaurante que você procura é o Chef Mickey’s que esta localizado no Disney’s Contemporary Resort. Lá você irá encontrar: Mickey Mouse, Minnie, Pluto, Pato Donald e Pateto (os Big 5 – ou cinco maiores).

O café da manhã é servido das 07h às 11h30 e é em estilo buffet americano, então prepare-se para muitos waffles, cereais, frituras e frutas – é bastante farto (dependendo do horário, pode ser quase um almoço). Os personagens interagem com todas as mesas, tirando fotos e fazendo diversas brincadeiras.

Não preciso dizer que o restaurante é super concorrido, preciso? Então é necessário fazer uma reserva com bastante antecedência (principalmente se você estiver viajando em Julho ou Dezembro). DICA: Geralmente, as pessoas tomam café da manhã no Chef Mickey’s no mesmo dia de visitar o parque Magic Kingdom, pois o Contemporary esta a poucos passos de distância da entrada do parque (em torno de 5 a 10 minutos caminhando – ou pode se utilizar o Monorail).

O valor da brincadeira custa US$ 30 + taxas e gorjetas, e o plano de refeição (serviço de mesa) é aceito como 1 crédito. Para conhecer mais sobre os planos, clique aqui.

Chef-Mickeys

O Restaurante também oferece jantar com os personagens, no horário das 17h às 21h30, mas o valor já pode subir para US$ 59,99 + taxas e gorjetas. O plano de refeição (serviço de mesa) também é aceito como 1 crédito. No Buffetr você encontrará massas, grelhados, saladas e mais.

10 Dicas para melhor usar o seu PLANO DE REFEIÇÕES da Disney

PLANO DE REFEIÇÃO DISNEY

Se você ainda não esta familiarizado sobre o Dining Plan (Plano de Refeição), clique aqui e confira a página especial do GUIA DA DISNEY. A seguir, escrevi sobre 10 Dicas para você melhor usar o seu Plano contratado. Espero que gostem.

DICA 1: O plano de refeições começa no exato momento do seu Check-In e os créditos são inseridos direto no cartão-chave do Hotel, chamado Key to the World. Lembre-se que um Check-In não começa, necessariamente, quando o seu quarto for liberado (que geralmente ocorre após as 15h), mas sim quando você chega no Hotel e entrega seus documentos. A partir dali, os créditos já estarão prontos para serem utilizados e ficarão disponíveis até a meia-noite do dia de seu Check-Out.

DICA 2: Tanto o Quick Service (Refeições Rápidas) ou Table Service (Refeições com Serviço de Mesa) acompanha o prato principal, uma sobremesa e uma bebida não alcoólica. Em Buffets (Table Service), você possui livre acesso ao Buffet e bebidas não alcoólicas.

DICA 3: O Plano de Refeições é bastante flexível. Você pode utilizar três créditos de Table Service em um mesmo dia, por exemplo, e não usar nenhum no próximo. Mas não esqueça que nenhum crédito é reembolsado, então, tire um extrato na recepção do Hotel no seu penúltimo ou último dia e utilize-o todo.

Refeição

DICA 4: Todos os seus créditos serão “agrupados” sob os nomes de todos na reserva, o que significa que não são atribuídos a um pessoa em particular. Então, digamos que você esteja viajando acompanhado (dois adultos) no mesmo quarto e um dos adultos, não quer jantar em uma noite, você pode utilizar este crédito em uma refeição de 2 créditos, por exemplo.

DICA 5: Todos os créditos são criados igualmente para todos da mesma reserva, e não possuem um valor a ser utilizado, então opte pelos restaurantes e pratos mais caros do cardápio. Não estou dizendo para sempre pedir carne ao invés de uma salada, mas sinta-se livre para experimentar.

DICA 6: Quando estiver acabando seus créditos, pague do seu próprio bolso as refeições mais baratas (lanches rápidos) e deixe os mais caros, para utilizar com o Plano de Refeição. Um fast food pode custar em torno de US$ 10 a US$ 15, e uma refeição completa utilizando o plano, pode passar dos US$ 30 ou US$ 40. Em geral o café da manhã é mais barato que uma refeição rápida no parque, então utilize o quick service lá e faça um café da manhã leve no Hotel (por volta de US$ 10).

Les Chefs de France

DICA 7: Diga não ao uso de créditos “Snacks” para bebidas. Um refrigerante custa em torno de US $ 2,59, já um cupcake cerca de US$ 5 – e ambos utilizam-se de um crédito, então utilize naquele snack que for mais caro. É fácil cair na armadilha de pegar a chave do hotel e comprar uma bebida quando você está cansado ou com calor, mas salve esses créditos para quando você realmente precisar deles.

DICA 8: Há uma diferença entre o crédito do table service de uma criança e de um adulto. As crianças devem usar o crédito de criança para estas refeições, não podendo ser compartilhado com adultos (em geral as refeições são menores – mas elas pagam menos pelo plano também).

DICA 9: O seu Plano de Refeições inclui uma Mug (caneca) refil que pode ser utilizada dentro do Hotel. Você encontrará refrigerantes (produtos da Coca-Cola), café e chá disponível. Há pequenas pias perto das estações de bebidas onde você pode lavar sua caneca. A maioria das piscinas também tem uma estação de bebida, então esta pode ser uma poupança de dinheiro no dia que você resolver passar o dia à beira da piscina.

DICA 10: Sobremesas de serviço rápido são, em sua maior parte, simples e não muito gostosas. Então, considere pedir ao atendente para substituir por uma garrafa de água, ou uma fruta, ou mesmo um iogurte de sobremesa quando estiver no quick service e guarde as calorias não ingeridas para a sobremesa do table service.
ATUALIZADO EM 17/11/2016: A partir de 2017, a sobremesa não estará inclusa no plano com quick service.

Espero que tenha gostado destas dicas e escreve nos comentários, caso tenha outras 🙂

GRÁTIS: Plano de Refeições Disney

Vai viajar para a Disney em Setembro? Se liga nesta promoção imperdível.

Disney_Refeicao

Na compra de um pacote de no mínimo 7 dias/ 6 noites de hospedagem, incluindo hotel e ingressos (mínimo de 3 dias básico), você receberá um plano de refeições gratuito. A oferta é válida para chegadas nas seguintes datas entre 2 e 25 de setembro de 2013.

Hospedando-se em um Resort de Categoria Econômica, você receberá o Dining Plan – Quick Service (incluindo 2 refeições rápidas e 1 lanche), por pessoa e por dia de estada.

Hospedando-se em um Resort de Categoria Moderado, Luxo e Vilas de Luxo Disney, você receberá o Regular Dining Plan (incluindo 1 refeição com serviço de mesa, 1 refeição rápida e 1 lanche), por pessoa e por dia de estada.

A promoção é válida para reservas até 15 de Setembro ou enquanto durar a disponibilidade de lugares, e as reservas podem ser feitas através de seu agente de viagens.

Saiba mais sobre os Planos de Refeições clicando aqui.

DICA DE VIAGEM: Free Shop e Alfândega

Do exterior, é possível trazer até US$ 500 em mercadorias, ficando proibido às famílias, casais e amigos juntarem suas cotas. Por exemplo: no caso de haver uma compra de US$ 650 o passageiro pagará a taxa de tributação de 50% do valor que exceder à cota. É recomendável trazer as notas fiscais. Salientamos que a Receita Federal tem seus próprios critérios e tabelas básicas de cada produto. Além da cota de US$ 500 do exterior, é permitida também uma cota de US$ 500 por pessoa no Free Shop brasileiro (no retorno). As crianças têm direito à mesma cota. É necessária a apresentação do passaporte e do cartão de embarque. O pagamento só poderá ser efetuado em dólares ou com cartão de crédito internacional.

Confira outras dicas de viagem clicando aqui.